Não há sustentabilidade sem respeito aos aspectos ambientais.

No decorrer de sua atividade, a SAM não age só em cumprimento às leis e normas ambientais, a empresa busca, constantemente, inovações que fazem de seu empreendimento modelo de segurança e respeito ao meio ambiente e às pessoas.

Os estudos necessários à obtenção das licenças ambientais que permitem o desenvolvimento do Projeto Bloco 8 estão em andamento. Porém, ações ambientais relacionadas tanto ao projeto, quanto às comunidades locais já são uma realidade.

Ao realizar ações ambientais com o envolvimento social, a SAM está atestando que é viável o desenvolvimento. Não aquele a qualquer custo, mas aquele que acontece de forma estruturada e planejada.

Conheça as etapas e as licenças ambientais necessárias para desenvolver o Projeto Bloco 8:

1ª etapa: Licenciamento Prévio (LP)

É por meio dele que o órgão ambiental responsável confirma a viabilidade ambiental do empreendimento.

Nessa fase, a SAM, por meio de consultoria independente, deve realizar estudos ambientais para conhecer todas as características de sua região de instalação e as influências do seu projeto no local. O órgão ambiental, por sua vez, irá analisar os estudos e estabelecer as condições para que o empreendimento possa ter continuidade.

2ª etapa: Licença de Instalação (LI)

Para realizar qualquer obra de implantação do Projeto Bloco 8, a SAM deve ter a Licença de Instalação. Ela só é emitida pelo órgão ambiental depois da Licença Prévia e após a apresentação, feita pela SAM, dos planos e programas a serem realizados pela empresa para tratar todos os impactos (positivos ou negativos) que seu projeto pode gerar na região de sua implantação. Esses programas são chamados programas de controle ambiental.

3ª etapa: Licença de Operação (LO)

Para que a empresa comece realmente a funcionar, o órgão ambiental deve fornecer a ela a Licença de Operação, que garantirá que todas as suas instalações e equipamentos estão de acordo com os padrões exigidos por lei. Essa licença indica também que todas as medidas estão sendo tomadas para que a operação aconteça de maneira responsável e segura, tanto para os funcionários da empresa quanto para o meio ambiente e as comunidades próximas.